CONEXÃO 91: Destaques 22/05/2020

Coronavírus já matou 20 mil pessoas no Brasil. Ministro Celso de Mello decide hoje sobre o sigilo do vídeo da reunião ministerial de 22 de abril. A Receita Federal abre consultas ao primeiro lote do IR. Mais 7,9 milhões de pessoas recebem hoje auxílio emergencial. As inscrições para o Enem terminam hoje.

Pior dia da pandemia no Brasil

Mortes causadas por Covid-19 no Brasil — Foto: Arte/G1

Mortes causadas por Covid-19 no Brasil — Foto: Arte/G1

O Brasil conta agora com 20.047 mortos por Covid-19. Ontem, foram registrados mais 1.188 mortes, incluídos no balanço em 24 horas, sendo que 311 óbitos ocorreram nos últimos 3 dias. O país tem agora 310.087 casos confirmados. 125.960 pacientes se recuperaram.

O país tinha registrado o marco de 10 mil mortes no dia 9 deste mês. O número dobrou em um intervalo de 12 dias. Antes disso, o marco com 5 mil mortes foi registrado em 28 de abril, e o tempo para alcançar os 10 mil foi de 11 dias.

Feriado em SP

A Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) aprovou em sessão virtual extraordinária nesta quinta-feira (21) o projeto de lei proposto pelo governo que autoriza a antecipação do feriado de 9 de julho (Revolução Constitucionalista) em todo estado para a próxima segunda-feira (25), com o objetivo de aumentar o isolamento social para conter o avanço do novo coronavírus. O projeto foi aprovado por volta das 3h30 com a maioria de 47 votos favoráveis, e 5 contra.

Vídeo de reunião ministerial

O presidente da Alesp, Cauê Macris (PSDB), durante sessão para votação de projeto de lei que antecipa feriado de 9 de julho no estado — Foto: Reprodução / Alesp

O presidente da Alesp, Cauê Macris (PSDB), durante sessão para votação de projeto de lei que antecipa feriado de 9 de julho no estado — Foto: Reprodução / Alesp

Ministro Celso de Mello, do Supremo, deve decidir até às 17 horas desta sexta-feira sobre o sigilo do vídeo da reunião ministerial de 22 de abrl. Segundo o ex-ministro Sergio Moro, a gravação da reunião é prova de que o presidente Jair Bolsonaro tentou interferir politicamente na Polícia Federal (PF) para evitar investigação de familiares. O vídeo é parte do inquérito, a pedido da Procuradoria Geral da República (PGR), para apurar a acusação de Moro.

Mordida do Leão do IR

 — Foto: Arte G1

— Foto: Arte G1

A Receita Federal abre hoje as consultas ao primeiro lote do Imposto de Renda de Pessoa Física 2020, relativo ao ano-base 2019. As consultas poderão ser feitas a partir das 9h por meio da página da Receita na internet ou pelo telefone 146. O órgão disponibiliza, ainda, um aplicativo para tablets e smartphones para consultar as informações sobre a restituição do IR e a situação cadastral no CPF.

Ajuda de R$ 600

 — Foto: Marcos Santos / USP Imagens

— Foto: Marcos Santos / USP Imagens

A Caixa Econômica Federal (CEF) credita hoje novos lotes do Auxílio Emergencial, tanto da primeira parcela, para novos aprovados, quanto da segunda, para quem recebeu a anterior até 30 de abril. Ao todo, o benefício será pago a 7,9 milhões de trabalhadores, segundo o banco. Veja quem recebe.

Enem: último dia

Enem 2020 será adiado por causa da pandemia no coronavírus — Foto: André Melo Andrade / Myphoto Press / Estadão Conteúdo

Enem 2020 será adiado por causa da pandemia no coronavírus — Foto: André Melo Andrade / Myphoto Press / Estadão Conteúdo

As inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) serão aceitas até as 23h59 desta sexta-feira, pela página do participante. Veja o passo a passo.

Secretário exonerado

O governo exonerou o secretário da Ciência, Tecnologia, Inovação e Insumos Estratégicos em Saúde do Ministério da Saúde, Antonio Carlos Campos de Carvalho. A exoneração aconteceu “a pedido”, segundo decreto assinado pelo Ministro da Casa Civil, general Walter Souza Braga Netto.

Carvalho, que ficou no cargo por 18 dias, havia declarado a outros veículos de imprensa que era contra o novo protocolo para o uso da cloroquina em pacientes com primeiros sintomas de Covid-19.

Troca no comando da PRF e Depen

O governo trocou os comandos da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e do Departamento Penitenciário Nacional (Depen). Foram exonerados os diretores-gerais Adriano Marcos Furtado, da PRF, e Fabiano Bordignon do Depen. Foram nomeados Eduardo Aggio de Sá, para o cargo cargo de diretor-geral da PRF, e Tânia Maria Matos Ferreira Fogaça, paro o cargo de diretora-geral do Depen.

G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *