Conexão 91 – Destaques Paraná 09/10/19

Confira os destaques de hoje…

Caso Daniel = O Ministério Público do Paraná (MP-PR) pediu que os sete réus no processo que investiga a morte do jogador Daniel Corrêa Freitas vão a júri popular. As alegações finais foram apresentadas à Justiça nesta terça-feira (8). Daniel foi assassinado no dia 27 de outubro, em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, e encontrado com o órgão sexual mutilado, perto de uma estrada rural na Colônia Mergulhão. Caberá à juíza Luciani Regina Martins de Paula decidir se eles serão ou não julgados pelo Tribunal do Júri. Antes disso, as defesas dos réus também devem apresentar as alegações finais.

Supermercados têm até março de 2020 para se adaptar à lei que torna limpeza de carrinhos obrigatória = A partir de março de 2020, os supermercados do Paraná serão obrigados a higienizar carrinhos, cestinhas e embalagens, no mínimo, a cada 15 dias. Segundo a lei 19933/2019, estabelecimentos que possuem mais de três caixas registradoras devem limpar os equipamentos com produto antisséptico, “especialmente nos locais destinados ao contato manual dos consumidores”. A lei foi promulgada pela Assembleia Legislativa do estado (Alep) e publicada no Diário Oficial do estado em 16 de setembro, passando a valer a partir de 180 dias após a publicação. Ainda de acordo com a lei, os supermercados que não cumprirem a norma estão sujeitos a multa, conforme previsto no Código de Direito do Consumidor.

Deputados aprovam fim de licenças-prêmio para novos servidores = Os deputados estaduais do Paraná aprovaram, em primeira discussão, o projeto de lei que prevê o fim das licenças-prêmio para novos servidores e a substituição do benefício pela chamada licença capacitação, aos funcionários atuais do estado. O projeto foi discutido nesta terça-feira (8), na Assembleia Legislativa do Paraná, e recebeu 39 votos favoráveis e 12 contrários. A proposta é de autoria do Governo do Paraná, que alegou que o objetivo de extinguir o benefício é zerar o passivo das licenças-prêmio, que chega a quase R$ 3 bilhões. O texto inicial propunha a extinção da licença especial para todos os servidores.

TRT do Paraná é o 4º com maior número de ações por assédio moral = O Tribunal Regional do Trabalho da 9ª região (TRT-PR) é o 4º do país com maior número de ações por assédio moral, segundo um levantamento do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Os outros tribunais regionais que lideram a lista são os de São Paulo, Porto Alegre e Campinas. O estudo aponta ainda que o tribunal paranaense também está entre os com maior número de ações por assédio sexual. O TRT-PR está em quinto lugar, quando se analisa os números de 2018, e na quarta posição, conforme as estatísticas de 2017. O estudo aponta que em 2018 foram 9.236 casos de ações por assédio moral e 14.847 em 2017 no Paraná. Os dados apontam uma redução de 37% entre os dois anos.

PF incinera três toneladas de cocaína apreendidas no Porto de Paranaguá = Pouco mais de três toneladas de cocaína apreendidas pela Polícia Federal (PF) e pela Receita Federal foram incineradas na manhã desta terça-feira (8). Conforme os policiais, a droga foi apreendida no Porto de Paranaguá, no litoral do Paraná. A incineração foi realizada em um forno específico para este tipo de operação, na Região Metropolitana de Curitiba. Desde janeiro deste ano, foram apreendidas mais de 8 toneladas de cocaína no porto, segundo a Receita Federal.

Auditores reclamam de humilhação e pedem exoneração do cargo = Cinquenta e três auditores da Receita Estadual do Paraná pediram exoneração do cargo em protesto à atuação do secretário de Estado da Fazenda, Renê Garcia Júnior, na sexta-feira (4). A informação foi confirmada pelo presidente do Sindicato dos Auditores Fiscais da Receita do Estado do Paraná (Sindafep), Wanderci Polaquini. Segundo ele, os funcionários relataram que não concordam com a forma com que o secretário atua e que ele “não tem muito trato com as pessoas”.

‘Toda vez que tentávamos contato, ele respondia com disparos’, diz policial que negociou com atirador = O capitão que conduziu as negociações com o idoso que efetuou mais de 60 disparos de dentro de casa, nesta segunda-feira (7), em Curitiba, afirmou que toda vez que a equipe policial tentava algum contato com o atirador, ele respondia com tiros. “Toda vez que tentávamos contato, ele respondia com disparos”, disse o capitão Everton Roncaglio. Luiz Carlos Siqueira Campos, de 74 anos, começou a disparar de dentro do quarto da casa onde mora no meio da tarde, em um aparente episódio de surto, e foi retirado pela polícia por volta das 23h, após mais de quatro horas de negociação. ‘A gente consegue escutar quando ele engatilha a arma e recarrega’, disse vizinha

Crime/Tamboara = Foram presos nesta segunda-feira (7) dois homens, de 26 e 30 anos, suspeitos de terem matado Paulo Sérgio da Silva Ferreira a facadas, no último dia 22 de setembro. Segundo a Polícia Civil, a dupla teria degolado a vítima e abandonado o corpo em um canavial na região de Tamboara. A investigação apurou que Ferreira teria sido abordado próximo à rodoviária da cidade, colocado à força dentro de um veículo e levado até o local do crime. Os dois suspeitos foram presos durante o cumprimento de mandados de prisão pelas polícias civil e militar. Também foram cumpridos mandados de busca e apreensão nas residências dos suspeitos, que resultaram na apreensão de várias munições de revolver calibre 22, uma quantidade de drogas, além de um veículo que, segundo as investigações, teria sido utilizado no homicídio. Conforme o delegado chefe da 8ª Subdivisão Policial (8ªSDP), Luiz Carlos Manica, as prisões são resultado de intensas investigações conduzidas pela Polícia Civil da 8ª SDP Subdivisão de Paranavaí, com a colaboração de policiais militares do destacamento de Tamboara.

Dengue/Noroeste PR = Santa Isabel do Ivaí entrou em estado de epidemia de dengue, de acordo com o boletim da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), divulgado nesta terça-feira (8). Conforme o boletim, o município, de 8,6 mil habitantes, tem 30 casos confirmados da doença desde 28 de julho deste ano – quando inciou o ano epidemiológico. Essa é a segunda cidade da região noroeste – e do Paraná – a entrar em estado de epidemia de dengue. Isso ocorre quando há proporcionalmente 300 casos ou mais para cada grupo de 100 mil habitantes. Inajá está nessa situação desde o boletim divulgado em 24 de setembro. Nesta semana, a cidade, de 3,1 mil habitantes, chegou a 13 confirmações da doença. Outras 10 cidades estão em estado de alerta para a epidemia de dengue: Lindoeste, Juranda, Nova Cantu, Douradina, Indianópolis, São Carlos do Ivaí, Floraí, Flórida, Florestópolis e Uraí. No boletim desta terça, o Paraná chegou a 596 casos de dengue. No boletim anterior, havia o registro de 524 confirmações da doença. O aumento foi de 13,7%. Desde o fim de julho nenhuma morte foi registrada. Dos casos confirmados nesta semana, 479 são autóctones, contraídos no município de residência, e 22 importados, que significa que as pessoas foram contaminadas fora da cidade onde moram. O Paraná totaliza 5.281 notificações para a dengue.

Projeto “O Maria” = Com o projeto de um absorvente sustentável para mulheres em situação de rua, a universitária curitibana Rafaella de Bona Gonçalves conquistou uma das mais importantes premiações internacionais de design. A ideia é produzir o absorvente a partir de fibra de banana. “É o melhor prêmio de design que existe. Uma das coisas que mais me motivou foi dar visibilidade ao tema do projeto. Só as pessoas pararem para pensar sobre o assunto já é muito bom. É gratificante”, afirmou. Rafaella tem 22 anos é aluna do 3º ano de design de produto da Universidade Federal do Paraná (UFPR). Em paralelo, decidiu fazer um curso de especialização em design voltado para soluções de impacto para o futuro. O “Maria – absorvente íntimo” foi o trabalho de conclusão do curso, apresentado em julho. O objetivo era pensar em projetos para acabar com a pobreza.

“Queria trabalhar localmente. Comecei a procurar esse problema em Curitiba. Cheguei aos moradores de rua e, então, cheguei às mulheres em situação de rua. Tem problemas que só cabem a elas”, contou Rafaella. O projeto desenvolvido em quatro meses pela estudante é um absorvente interno que se adapta às condições das moradoras de rua. Rafaella o define como “prático, higiênico e universal”. Ele será produzido com fibra de banana, que é um material biodegradável. O propósito de Rafaella é que o absorvente seja distribuído pelo governo. Inclusive, a estudante tem reunião marcada com o prefeito de Curitiba, Rafael Greca (PMN), para apresentar o projeto ainda em outubro.

Com informações e imagens de sites e portais (G1 Norte e Noroeste/RPC Noroeste/Portal da Cidade Paranavaí/Diário do Noroeste) – Ferreira Junior – Conexão 91

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *