Julho de 2019 foi o mês mais quente já registrado no mundo

Julho foi o mês mais quente da história. O alerta é da organização das nações unidas. O calor extremo foi sentido principalmente pelos europeus, já que lá estão vivendo o auge do verão.

Em paris a temperatura passou a casa dos 42 graus celsius. A bélgica, holanda, alemanha e reino unido também atingiram recordes de temperatura.

O mês passado havia sido o mais quente já registrado, de acordo com o serviço europeu copernicus sobre mudança climática.

No início do ano, a nasa,  agência espacial americana alertou que 2018 foi o quarto ano mais quente já registrado na história. Desde o ano de 2001 a terra registrou os 18 dos 19 anos mais quentes da história. Os especialistas afirmam que esse registro segue a tendência de aquecimento global de longo prazo.

A temperatura média global subiu um pouco mais de 1 grau celsius, desde a década de 1880. Pode até parecer pouco, mas isso acelera o caminho para o limite de aquecimento que é um grau e meio celsius, estabelecido no acordo climático de paris. O aquecimento global é impulsionado pelo aumento das emissões de dióxido de carbono na atmosfera além de outros gases causadores do efeito estufa.

A onu alerta que até o ano de 2030, é preciso reduzir em 45% a emisãao de gases efeito estufa.

Luiza Barufi/ Mais News

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *